JORNAL FOLHA DE NEGÓCIOS, SEMPRE UM BOM NEGÓCIO - TEL:(32)3331-9521

Galeria Blog

terça-feira, 23 de abril de 2013

Lipo sem Corte: cuidado com a propaganda enganosa


Que mulher não deseja ter um corpo definido, torneado, escultural? Se não todas, pelo menos a maioria. Contudo, encarar o bisturi nem sempre é uma opção agradável para todas as mulheres. Por isso, a maioria das mulheres hoje buscam tratamentos estéticos mais leves, como as drenagens linfáticas, massagens modeladoras e o tratamento conhecido como Lipo sem Corte.
A Lipo sem Corte, também conhecido como cavitação, é um fenômeno de vaporização de um líquido pela redução da pressão, durante seu movimento a uma temperatura constante. Este termo é muito utilizado na estética para quebrar células de gordura.
Esse tratamento é realizado com equipamentos específicos e profissionais qualificados que, além de gerarem resultados positivos, garantem e segurança para o paciente. Entretanto, algumas clínicas de Barbacena estão oferecendo o tratamento de Lipo sem Corte, com sessões a valores populares, ou seja, muito abaixo do praticado por clínicas sérias.
Por isso, o Studio Yamasaki informa que isso é um risco para a saúde do paciente, pois sessões realizadas de maneira errada podem gerar sérios problemas de saúde pós-tratamento, como também para o seu bolso, pois, apesar o custo mais baixo, os resultados não acontecem.
Na maioria dos casos, acontece que os aparelhos utilizados não são lipocavitacionais, portanto não fazem lipo sem corte. Geralmente algumas clínicas vendem lipo sem corte, com aparelhos de ultrassom comum, e isso é propaganda enganosa.
O Studio Yamasaki orienta a todos para ficarem atentos a preços muito aquém do mercado, pois, uma lipo sem corte de verdade, realizada com equipamentos corretos, as sessões não podem ter custo muito barato, como algumas clínicas estão vendendo.
Mais informações sobre segurança em Lipo sem Corte no Studio Yamasaki, localizado à avenida Pereira Teixeira, nº 100, sala 202, 1º andar, ou ainda pelo telefone 3331-7516

Fonte: Jornal folha de Negócios

Nenhum comentário:

Postar um comentário