JORNAL FOLHA DE NEGÓCIOS, SEMPRE UM BOM NEGÓCIO - TEL:(32)3331-9521

Galeria Blog

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

PROCESSOS AUDIOVISUAIS DE CRIAÇÃO A TEMÁTICA DA 17ª MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES QUE DESTACA A OUSADIA DA PRODUÇÃO BRASILEIRA E PRESTA HOMENAGENS AO ATOR MARAT DESCARTES



Consolidada como a maior plataforma de lançamento do cinema brasileiro independente, a Mostra de Cinema de Tiradentes, em sua 17ª edição, a ser realizada na cidade histórica mineira entre os dias 24 de janeiro e 1 de fevereiro de 2014 inaugura o calendário audiovisual no Brasil apresentando ao público mais de 100 filmes em pré-estreias nacionais e mundiais, oficinas, debates, seminário, exposições, lançamento de livros, teatro de rua, shows musicais, performance, encontros e diálogos, atrações artísticas numa programação abrangente e oferecida gratuitamente para um público estimado em mais de 35 mil pessoas.
A temática central desta edição coloca em evidência os Processos Audiovisuais de Criação. A ideia surgiu da percepção de que essa produção inventiva apresentada anualmente nas telas de Tiradentes tem se mostrado cada vez mais moderna e original não apenas na maneira de se apresentar na tela e aos olhos do espectador, mas também nos bastidores e nos sets de filmagem. 

O olhar atento s maneiras cada vez mais ousadas que os cineastas brasileiros contemporâneos têm encontrado para realizarem seus trabalhos vai permear parte da programação da mostra, incluindo debates, discussões e encontros com a crítica, realizadores e público. A pluralidade de conteúdos audiovisuais advindos das mais diversas fontes expressa a programação desta edição que reafirma o compromisso com o cinema brasileiro, com a sociedade que o origina, com as representatividades políticas, com as mudanças, influências e tendências do audiovisual, afirma a coordenadora geral da Mostra, Raquel Hallak.

Processos alternativos de realização audiovisual sempre estiveram presentes ao longo da história do cinema, surgindo como método antimetodológico de filmes e de diretores contrários ao sistema industrial de produção, sobretudo nos anos 1960. Com a ascenso da tecnologia digital nos últimos anos, os realizadores encontraram uma ferramenta propícia às transformações da técnica e dos modos, com consequências inevitáveis nos efeitos estilísticos. 

Se os filmes perdem centros de criação e de produção, exigindo adequação aos novos modos de desenvolverem seus processos, também perdem centros de produção de sentido e de narratividade, fragmentando-se e dispersando-se, resultando em formas menos retas ou quadradas, mais tangenciais e com zonas de fuga, destaca o curador da Mostra de Tiradentes, Cléber Eduardo. Com essa temática, estamos pensando sobre o que no temos acesso direto, que a feitura do filme, que o filme sendo a própria obra em andamento, algumas vezes até mesmo em trabalhos que expõem todo esse processo.

Nesse sentido, os espectadores assistirão na programação da 17ª Mostra de Tiradentes a uma amostragem de um tipo de cinema que não se contenta em apenas narrar ou apresentar respostas, resultando em paradigmas renovadores da linguagem audiovisual em várias de suas vertentes. A nova paisagem cresce especialmente entre os realizadores mais jovens, inclusive adentrando a televisão, sobretudo quando a produção terceirizada para profissionais de cinema, que assim trabalham com limites de liberdade mais amplos, diz o curador.



O ATOR MARAT DESCARTES O HOMENAGEADO DA MOSTRA

Rosto marcante em vários filmes que se entregaram a esses novos processos audiovisuais de criação, o ator paulistano Marat Descartes será o homenageado da 17ª Mostra de Cinema de Tiradentes. O tributo mantém a linha recente do evento de celebrar nomes de profissionais com menos tempo de carreira, mas com escolhas autorais de trabalho e com consistência nos recursos que empregam para atingir a excelência. 

Marat, nascido em 1975. Formado em letras e artes cênicas na USP, iniciou a carreira no teatro, em 2004, e enveredou pelo cinema a partir de 2007 interpretando o marido Chico no curta-metragem Um Ramo, de Marco Dutra e Juliana Rojas. Já neste papel, o ator incorporou algumas das características percebidas na maioria de suas atuações posteriores, como em Os Inquilinos (2010), Trabalhar Cansa (2011), Super Nada (2012) e Corpo Presente (2013):
contenção, expressividade de corpo e de olhar, forte presença cênica e personagens marcados por impotência, angústia, fracasso ou infelicidade. 

O filme de abertura da 17 Mostra Tiradentes será o mais novo exemplo da forma de Marat se apresentar em cena. Quando Eu Era Vivo volta a reuni-lo com a dupla que o projetou nas telas: a direção de Marco Dutra, e a montagem de Juliana Rojas. Na tela, o ator divide espaço com o veterano Antônio Fagundes e com a cantora Sandy.

Marat encarna sempre personagens cabisbaixos, emblemáticos de um imobilismo urbano, de uma classe média ou baixa na contramão dos arrotos de saúde financeira do país nos últimos anos, às voltas com suas incapacidades, afirma o curador Cléber Eduardo. O corpo, o rosto e a calvície de Marat Descartes, com seu nome de intelectual revolucionário, encarnaram o homem ordinário contemporâneo, sempre a lidar em alguma medida com as dificuldades do
trabalho e com a gestão de seu espaço físico e social.

Além do inédito Quando Eu Era Vivo, a 17ª Mostra de Cinema de Tiradentes vai exibir outros trabalhos protagonizados por Marat Descartes: o longa Uma Dose Violenta de Qualquer Coisa, de Gustavo Galvo; o média E Além de Tudo me Deixou Mudo o Violo, de Anna Muylaert; e os curtas 145, de Gero Camilo, A Caminho de Casa, de Paula Szutan e Renata Terra, e Fala Comigo Agora!, de Karina Ades e Joaquim Lino. A programação inclui ainda a Única incurso de Marat Descartes na direção, o curta Uma Confusão Cotidiana, realizado em 2006.


***
A cidade de Tiradentes, localizada a 180km de BH e com apenas 7 mil habitantes, recebe durante a Mostra Tiradentes toda infra-estrutura necessária para sediar uma programação cultural abrangente e gratuita, que reúne todas as manifestações da arte. São instalados três espaços de exibição: o Cine BNDES na Praça, no Largo das Fôrras (espaço para mais de 1.000 espectadores); o Complexo de Tendas, que sedia a instalação do Cine-Tenda (com 700 lugares), e o Cine-Teatro (com platia de 150 lugares), que funciona no Sesi Tiradentes - Centro Cultural Yves Alves sede do evento.




***
Acompanhe a 17 Mostra de Cinema de Tiradentes e o programa Cinema Sem
Fronteiras 2014. 
Participe da Campanha #EufaoaMostra
Na Web: mostratiradentes.com.br
No Twitter: @universoprod
No Facebook: universoproducao / mostratiradentes No Instagram:
@universoproducao Informaes pelo telefone: (31) 3282-2366

Funcionamento dos Correios no período de Natal e Ano Novo



Comunicamos os horários e dias de funcionamento das unidades dos Correios no período de Natal e Ano Novo.

Agências
  • Dias 23/12 e 30/12 (segunda-feira): funcionamento normal;
  • dias 24/12 (terça-feira): atividades de atendimento, funcionamento até às 12 horas. Serviços de distribuição - funcionamento normal;
  • dias 25/12/2013 e 01/01/2014 (quarta-feira): não haverá expediente nas agências;
  • dias 26/12 e 02/01 (quinta-feira): funcionamento normal;
  • dia 31/12/13, atividades de atendimento, funcionamento até às 12 horas. Serviços de distribuição não funcionam.

Central de Atendimento dos Correios
  • Dias 24 e 31/12/2013: funcionamento de 8h as 14h;
  • dias 25/12 e 01/01/2014: não haverá atendimento.
Informações sobre produtos e serviços:
  • 3003 0100 - capitais e regiões metropolitanas;
  • 0800 725 7282 - demais localidades.
Reclamações, sugestões, elogios e críticas:
  • 0800 725 0100 - todas as localidades. 

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Antártida pode abrigar depósito de diamantes, dizem cientistas



Em um trabalho publicado na revista Nature Communications, o grupo (liderado por pesquisadores australianos) revelou ter encontrado pela primeira vez na região rochas conhecidas como kimberlitos, que costumam abrigar diamantes.

Erupções vulcânicas trazem esses cristais valiosos para a superfície, normalmente preservados dentro dos kimberlitos. Diamantes são formados a partir de carbono puro encontrado em locais profundos sob temperaturas e pressão extremas.

A presença dessas rochas é considerada um indício da existência de depósito de diamantes em várias partes do mundo, incluindo África, Sibéria e Austrália.

Os pesquisadores encontraram e collheram três amostras do material nas montanhas Príncipe Charles.
Mineração

Mesmo se descobrirem uma grande quantidade de diamantes na região, isso não significa que haverá mineração no local.

Um tratado internacional proíbe qualquer extração de fontes minerais, a não ser em casos de pesquisas científicas.

O tratado, no entanto, será revisto em 2041 e pode alterar esse cenário.

"Não sabemos quais serão os termos do tratado após 2041 ou se haverá alguma tecnologia que possa tornar economicamente viável a extração de dimamentes na Antártida", disse Kevin Hughes, do Comitê Científico para Pesquisas na Antártida.

Fonte: BBC Brasil

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Morre aos 84 anos Ronald Biggs, do assalto ao trem pagador




O britânico Ronald Biggs, conhecido como o "ladrão do século" por conta ao assalto ao trem pagador entre Glasgow e Londres ocorrido em 1963, morreu nesta quarta-feira (18) aos 84 anos, informou seu porta-voz. 
Biggs, que ficou famoso após sua fuga espetacular para o Brasil depois do roubo, morreu em um asilo para idosos em East Barnet, no norte de Londres.
Com problemas de saúde, ele recebia atendimento médico.
Biggs foi visto em público pela última vez em agosto, numa cerimônia no cemitério de Highgateem em homenagem a Bruce Reynolds, o mentor do assalto, que morreu em fevereiro, aos 81 anos.
O roubo, feito por uma quadrilha de 11 integrantes, levou cerca de 2,6 milhões de libras esterlinas (o equivalente a US$ 4,2 milhões) à época.
Na madrugada de 7 para 8 de agosto de 1963, o condutor de um trem postal, que percorria o trajeto entre a cidade escocesa de Glasgow e a estação londrina de Euston, parou em um ponto isolado na altura de Ledburn, ao noroeste de Londres. Um sinal vermelho na via ordenou a parada.
Os assaltantes agrediram o condutor, desengancharam a locomotiva e os dois primeiros vagões para, em seguida, descarregar 120 sacos que continham 2,5 toneladas de dinheiro em espécie.
Tudo aconteceu sem que os funcionários nos outros vagões percebessem o assalto.
Durante o assalto, Biggs feriu gravemente o maquinista, Jack Mills, que acabou morrendo seis anos depois, segundo o jornal britânico "Telegraph".
Biggs foi preso após o roubo e recebeu uma sentença de 30 anos de prisão, mas escapou no ano seguinte da prisão de Wandsworth, pulando o muro e embarcando em uma caminhonete.
Após a fuga, ele passou por Bélgica, França e Austrália até chegar ao Brasil.
Ele ficou 36 anos em liberdade no Rio de Janeiro, onde levou uma vida confortável.
Acabou sendo tema de livros, filmes e reportagens.
Seu filho Michael Biggs também chegou a ficar famoso como o Mike do grupo infantil Turma do Balão Mágico nos anos 1980.
Ronald Biggs finalmente se rendeu à polícia britânica em 2001 e voltou ao país, mas foi libertado em 2009 por questões de saúde.
Ronald Arthur Biggs nasceu em Lambeth, no sul de Londres, em 8 de agosto de 1929. Ele apareceu diante de um tribunal pela primeira vez com 15 anos, após ter furtado lápis. Aos 20, recebeu uma sentença de seis meses e uma baixa desonrosa da Força Aérea Britânica após invadir uma farmácia, segundo o "Telegraph". Depois disso, enveredou pelo crime.
Pouco antes do aniversário de 50 anos do assalto, Ronnie Biggs declarou: "Se querem me perguntar se lamento ter participado no golpe, minha resposta é não". "Consegui um pequeno lugar na história", disse ele em entrevista, certa vez.




Slendesta, o que é?




A Slendesta é um extrato natural derivado da batata branca, que age de maneira segura e sem contra indicações em dietas de emagrecimento e controle de peso corporal, principalmente, na região abdominal.


É um inibidor da proteinase tipo 2, que estimula a produção de um hormônio denominado CCK (Colecistoquinina), responsável pela sensação de saciedade.


Benefícios de Slendesta: auxilia em dietas de emagrecimento; reduz consumo calórico e taxas de Glicemia; aumenta sensação de saciedade por mais tempo; e atua na diminuição dos quadris e abdômen.

O emagrecimento com Slendesta.

A Slendesta é um ingrediente de saciedade, seguro e natural para suplementos que visam à perda de peso. O componente ativo IP2, que está contido na proteína da batata, melhora a secreção do CCK, um peptídeo natural encontrado no nosso organismo. Uma vez liberado, o CCK chega ao sangue e age em vários órgãos, incluindo o estômago e o cérebro, onde induz o sentimento de preenchimento e satisfação, conhecidos como saciedade.

Mude a maneira de pensar sobre a fome com Slendesta.

A Slendesta auxilia as pessoas em dieta a se sentirem satisfeitas rapidamente e por um longo tempo, administrando sua fome, reduzindo a ingestão de calorias em porções menores e controlando as "beliscadas" entre as refeições. Reduz a ingestão de calorias sem sentir fome e ajuda as pessoas em dieta a atingirem seus objetivos para perder ou manter peso.

Por que Slendesta é diferente dos outros?

Age diferentemente dos outros produtos para perda de peso existentes no mercado. Ele interage naturalmente com seu organismo e envia sinais como "Eu estou satisfeito! Pare de comer!" para seu cérebro, enquanto os demais produtos fazem você se sentir estufado e não confortável. Slendesta é natural, livre de ingredientes estimulantes e não oferece nenhum efeito colateral.

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

17ª MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES DISCUTE “PROCESSOS AUDIOVISUAIS DE CRIAÇÃO” E PRESTA HOMENAGENS AO ATOR MARAT DESCARTES





Consolidada como a maior plataforma de lançamento do cinema brasileiro independente, a Mostra de Cinema de Tiradentes, em sua 17ª edição, a ser realizada na cidade histórica mineira entre os dias 24 de janeiro e 1º de fevereiro de 2014 inaugura o calendário audiovisual no Brasil apresentando ao público mais de 100 filmes em pré-estreias nacionais e mundiais, oficinas, debates, seminário, exposições, lançamento de livros, teatro de rua, shows musicais, performance, encontros e diálogos, atrações artísticas numa programação abrangente e oferecida gratuitamente para um público estimado em mais de 35 mil pessoas.
A temática central desta edição coloca em evidência os “Processos Audiovisuais de Criação”. A ideia surgiu da percepção de que essa produção inventiva apresentada anualmente nas telas de Tiradentes tem se mostrado cada vez mais moderna e original não apenas na maneira de se apresentar na tela e aos olhos do espectador, mas também nos bastidores e nos sets de filmagem.
O olhar atento às maneiras cada vez mais ousadas que os cineastas brasileiros contemporâneos têm encontrado para realizarem seus trabalhos vai permear parte da programação da mostra, incluindo debates, discussões e encontros com a crítica, realizadores e público. “A pluralidade de conteúdos audiovisuais advindos das mais diversas fontes expressa a programação desta edição que reafirma o compromisso com o cinema brasileiro, com a sociedade que o origina, com as representatividades políticas, com as mudanças, influências e tendências do audiovisual”, afirma a coordenadora geral da Mostra, Raquel Hallak.
Processos alternativos de realização audiovisual sempre estiveram presentes ao longo da história do cinema, surgindo como método antimetodológico de filmes e de diretores contrários ao sistema industrial de produção, sobretudo nos anos 1960. Com a ascensão da tecnologia digital nos últimos anos, os realizadores encontraram uma ferramenta propícia às transformações da técnica e dos modos, com consequências inevitáveis nos efeitos estilísticos.
 “Se os filmes perdem centros de criação e de produção, exigindo adequação aos novos modos de desenvolverem seus processos, também perdem centros de produção de sentido e de narratividade, fragmentando-se e dispersando-se, resultando em formas menos retas ou quadradas, mais tangenciais e com zonas de fuga”, destaca o curador da Mostra de Tiradentes, Cléber Eduardo. “Com essa temática, estamos pensando sobre o que não temos acesso direto, que é a feitura do filme, que é o filme sendo a própria obra em andamento, algumas vezes até mesmo em trabalhos que expõem todo esse processo”.
 Nesse sentido, os espectadores assistirão na programação da 17ª Mostra de Tiradentes a uma amostragem de um tipo de cinema que não se contenta em apenas narrar ou apresentar respostas, resultando em paradigmas renovadores da linguagem audiovisual em várias de suas vertentes. “A nova paisagem cresce especialmente entre os realizadores mais jovens, inclusive adentrando a televisão, sobretudo quando a produção é terceirizada para profissionais de cinema, que assim trabalham com limites de liberdade mais amplos”, diz o curador.

O ATOR MARAT DESCARTES É O HOMENAGEADO DA MOSTRA
 Rosto marcante em vários filmes que se entregaram a esses novos processos audiovisuais de criação, o ator paulistano Marat Descartes será o homenageado da 17ª Mostra de Cinema de Tiradentes. O tributo mantém a linha recente do evento de celebrar nomes de profissionais com menos tempo de carreira, mas com escolhas autorais de trabalho e com consistência nos recursos que empregam para atingir a excelência. 
É o caso de Marat, nascido em 1975. Formado em letras e artes cênicas na USP, iniciou a carreira no teatro, em 2004, e enveredou pelo cinema a partir de 2007 interpretando o marido Chico no curta-metragem “Um Ramo”, de Marco Dutra e Juliana Rojas. Já neste papel, o ator incorporou algumas das características percebidas na maioria de suas atuações posteriores, como em “Os Inquilinos” (2010), “Trabalhar Cansa” (2011), “Super Nada” (2012) e “Corpo Presente” (2013): contenção, expressividade de corpo e de olhar, forte presença cênica e personagens marcados por impotência, angústia, fracasso ou infelicidade.
 O filme de abertura da 17ª Mostra Tiradentes será o mais novo exemplo da forma de Marat se apresentar em cena.“Quando Eu Era Vivo” volta a reuni-lo com a dupla que o projetou nas telas: a direção é de Marco Dutra, e a montagem é de Juliana Rojas. Na tela, o ator divide espaço com o veterano Antônio Fagundes e com a cantora Sandy.
 “Marat encarna sempre personagens cabisbaixos, emblemáticos de um imobilismo urbano, de uma classe média ou baixa na contramão dos arrotos de saúde financeira do país nos últimos anos, às voltas com suas incapacidades”, afirma o curador Cléber Eduardo. “O corpo, o rosto e a calvície de Marat Descartes, com seu nome de intelectual revolucionário, encarnaram o homem ordinário contemporâneo, sempre a lidar em alguma medida com as dificuldades do trabalho e com a gestão de seu espaço físico e social”.
 Além do inédito “Quando Eu Era Vivo”, a 17ª Mostra de Cinema de Tiradentes vai exibir outros trabalhos protagonizados por Marat Descartes: o longa “Uma Dose Violenta de Qualquer Coisa”, de Gustavo Galvão; o média “E Além de Tudo me Deixou Mudo o Violão”, de Anna Muylaert; e os curtas “145”, de Gero Camilo, “A Caminho de Casa”, de Paula Szutan e Renata Terra, e “Fala Comigo Agora!”, de Karina Ades e Joaquim Lino. A programação inclui ainda a única incursão de Marat Descartes na direção, o curta “Uma Confusão Cotidiana”, realizado em 2006.
  ***
A cidade de Tiradentes, localizada a 180km de BH e com apenas 7 mil habitantes, recebe durante a Mostra Tiradentes toda infra-estrutura necessária para sediar uma programação cultural abrangente e gratuita, que reúne todas as manifestações da arte. São instalados três espaços de exibição: o Cine BNDES na Praça, no Largo das Fôrras (espaço para mais de 1.000 espectadores); o Complexo de Tendas, que sedia a instalação do Cine-Tenda (com 700 lugares), e oCine-Teatro (com platéia de 150 lugares), que funciona no Sesi Tiradentes - Centro Cultural Yves Alves – sede do evento.

Madri e Barcelona travam batalha sobre voto de independência catalã



O governo central da Espanha e as autoridades regionais catalãs, em Barcelona, travam mais uma batalha quanto à proposta de independência da Catalunha. Minutos após o governador catalão anunciar um referendo para 9 de novembro de 2014, Madri desautorizou a realização do pleito.

"A votação não vai acontecer", disse o ministro da Justiça da Espanha, Alberto Ruiz-Gallardon.


Mas disse que a maioria dos catalães "quer construir um novo país".Pouco antes, o governador catalão, Artur Mas, anunciou pela TV um acordo entre os partidos catalãos para a realização do referendo em 2014.

"Estamos virando uma pagina transcedental em nossa história", declarou.

Segundo Mas, os eleitores responderiam se querem a Catalunha como um Estado espanhol ou um Estado idependente.

Com 7,5 milhões de habitantes, a Catalunha é uma das regiões mais desenvolvidas da Espanha. Já possui um certo grau de autonomia, mas a crise econômica que assola o país tem reanimado a velha discussão sobre a independência catalã.

O debate em torno da independência é secular. Durante a ditadura do general Francisco Franco, até os anos 1970, os catalães foram proibidos de usar o próprio idioma e tiveram sua identidade reprimida.

O tema também ganhou força nos últimos meses com a discussão sobre a independência da Escócia e a decisão do governo britânico de convocar um referendo para o próximo ano.
Referendo

Em Madri, tanto o conservador Partido Popular, do primeiro-ministro Mariano Rajoy, quanto a oposição socialista já se disseram contra o referendo.

Em setembro, milhares de simpatizantes da independência formaram um cordão humano na região.

Mas pesquisas de opinião mostram que os catalães são divididos em relação à independência.

O governador catalão disse, em ocasiões anteriores, que se Madri bloquear o referendo do ano que vem, ele trabalhará para que as eleições regionais de 2016 se tornem, de fato, um referendo sobre o tema.

A União Europeia e a Otan (aliança militar do Ocidente) já advertiram que a Catalunha será excluída dessas organizações, caso opte por se separar da Espanha.

Em declarações na semana passada, o primeiro-ministro Mariano Rajoy pediu unidade aos espanhóis, "para evitar que isso (o referendo) os distraia" em momento de uma severa crise econômica.

Fonte: BBC Brasil

Índice de fumantes no Brasil cai 20% em seis anos.






O consumo de tabaco caiu 20% no Brasil nos últimos seis anos, de acordo com o segundo Levantamento Nacional de Álcool e Drogas (Lenad) divulgado no último dia 11 pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Em 2012, 15,6% da população brasileira declarou ser fumante, enquanto o índice do primeiro levantamento, feito em 2006, era de 19,3%. A queda foi maior entre os adolescentes (45%), de 6,2% em 2006 para 3,4% e, 2012.

Embora o número de fumantes tenha diminuído, a pesquisa também mostra que entre os que continuaram consumindo tabaco, o hábito se intensificou. A média de consumo diário de cigarros em 2006 era de 12,9 para 14,1 em 2012.

O estudo estima que o país tinha 20 milhões de fumantes em 2012. A redução entre a população adulta foi de 19%. Em 2006, 20,8% dos adultos afirmaram fumar. Em 2012, foram 16,9%.

Os homens continuam fumando mais do que as mulheres. Mas o número de homens que deixou de fumar foi maior em 2012 (22%) do que a diminuição do tabagismo entre as mulheres (13%).

O Lenad também detectou que o fumo diminuiu em todas as classes sociais, com exceção da classe A. Entre a parcela mais rica da sociedade, o consumo de tabaco aumentou 110% e quase dobrou o índice de 2006.

Entre as regiões do país, o Sul apresenta maior parcela de fumantes de sua população (20,2%), embora também tenha sido a região em que ocorreu maior diminuição (23%) em relação aos índices de 2006. Em seguida estão as regiões Sudeste (17,7%), Centro-Oeste (17%), Norte (14,4%) e Nordeste (14,2%).

Menores de idade

Os dados mostram que mais da metade dos menores de idade no Brasil (62%) diz não encontrar nenhuma dificuldade para comprar cigarros. 55% dos menores compram em bares e 15% em lojas e shoppings.
A idade média de experimentação de cigarros foi de 16.2 anos em 2012, variando pouco da média de 15.9 anos de 2006. A idade média de começo de uso regular é de 17.4 anos.


Motivação para parar de fumar

Mais da metade dos fumantes (67,8%) relatam ser difícil ou muito difícil passar um dia sem fumar. 63% afirmam que já tentaram largar o vício, mas não conseguiram. Outro indicador de dependência apontado pelo estudo mostra que 1 a cada 10 fumantes afirmam fumar o primeiro cigarro em menos de 5 minutos depois de acordar.

De acordo com o Lenad, 90% dos fumantes dizem que estão dispostos a parar de fumar. No entanto, os pesquisadores consideram diferentes escalas de motivação.

Já em relação à procura por tratamento para parar de fumar, o Lenad mostrou que apenas 7,3% dos fumantes já procurou ajuda profissional e que entre os ex-fumantes o índice foi menor, de 5,4%. No entanto, 21% dos fumantes acreditam que fumar não é tão prejudicial para a saúde quanto dizem.

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Alavancados pela Copa, sites de aluguel por temporada 'explodem' no Brasil





Até há pouco tempo, a ideia de viajar e se hospedar na casa de um morador, e não em um hotel, era vista por muitos brasileiros como coisa de "gringo maluco". Receber um turista na própria residência, então, era algo inimaginável.

Mas o aluguel de imóveis ou de quartos por períodos curtos vem crescendo no país nos últimos dois anos - e teve um salto nos últimos meses por conta da Copa de 2014.

Sites especializados nesse tipo de hospedagem "explodiram" seus acesso no país. Novos sites nacionais de aluguel de temporada pipocam todos os dias. Já os estrangeiros vem investindo pesado - como o Windu, que lançou versão em português - e o Airbnb, referência no setor, que até abriu escritório em São Paulo no ano passado.Fatores como o crescimento econômico, a expansão da internet e o fortalecimento da classe média têm causado uma mudança cultural entre os brasileiros, que vêm abrindo sua casa cada vez mais para os turistas, especialmente os estrangeiros.

Receber bem

"Todo mundo falava que o site não ia decolar aqui pela falta de confiança entre os brasileiros. Também achavam que o brasileiros jamais abriria a porta da sua casa para os turistas", disse à BBC Brasil Christian Gessner, diretor-geral do Airbnb no Brasil.


"Mas estamos tendo um crescimento incrível no país. Se há dois anos tínhamos 2 mil anúncios, hoje temos 15 mil. Só no Rio, o número de imóveis cadastrados, no mesmo período, saltou de 80 para 5 mil."


Segundo Gessner, o sucesso do site no país se deve especialmente à boa hospitalidade local.

"Brasileiros sabem receber pela própria natureza", disse, citando uma senhora curitibana

que, mesmo sem falar francês, ajudou seu hóspede a ligar para a companhia aérea que havia

perdido sua mala.


"Ela usou o o Google Translate e resolveu o problema. E essa prontidão em ajudar garantem a satisfação do hóspede, fazendo os anfitriões brasileiros serem muito bem avaliados no site e, claro, fazendo a procura no Brasil crescer mais e mais".
Mudança de cultura


Mas se essa hospitalidade entre os brasileiros não é algo recente, por que sites como o Airbnb "explodiram" só agora?


Para Ricardo Uvinha, professor de Lazer e Turismo da USP, essa mudança nos hábitos dos brasileiros foi provocada por uma conjunção de fatores.


"A expansão da internet, inclusive pelo celular, foi crucial, porque as pessoas se informaram sobre a reputação desses sites, viram que é algo sério. Aliado a isso, temos o crescimento econômico e ascensão da classe média, que permitem por exemplo que a pessoa tenha um quarto ou um imóvel extra pra alugar."


De fato, é possível encontrar quartos em casas mais humildes e em bairros mais simples para alugar por temporada. "Assim como as pessoas que tinham coberturas ou casonas e conheciam esse esquema de hospedagem, a classe média também viu esse oportunidade de ganhar um dinheiro extra."
Pé atrás


Para Francisco Barbosa do Nascimento, professor de meios de hospedagem da faculdade de Turismo da Unesp, o pé atrás do brasileiro em relação a essa prática não desapareceu.


"As pessoas continuam desconfiadas, mas se acostumaram com a ideia porque viajam mais para fora do país e conhecem gente que usou esses sites quando foi pra Europa, por exemplo", disse.


"Além de o brasileiro ter se tornado mais aberto a isso, o crescimento dessa prática vem na esteira de uma ausência de meios de hospedagem nas grandes cidades. Juntou o útil ao agradável."


Tanto para o hóspede, que não precisa gastar fortunas em hotéis, como para os anfitirões, que fazem uma renda extra. Classe média viu oportunidade de ganhar um dinheiro, casas pequenas, em bairros mais simples, até em comunidades carentes.
Copa catalisadora


Com um cenário propício, os sites de aluguel por períodos curtos, que já vinham crescendo em território brasileiro foram, nos últimos meses, alavancados pela Copa do Mundo.


A procura por quartos e imóveis no período do Mundial (em junho e julho de 2014) vem

fazendo os brasileiros crescerem os olhos - e os estrangeiros também.


"O Rio é o destino de aluguel de temporada mais procurado do mundo para Copa em nosso site", explica Blanca Zayas, porta-voz no Brasil do TripAdvisor, famosos pela avaliação de hotéis feitas por usuários, que também permite a realização de reserva de hotéis e imóveis de curta temporada.


"Houve um crescimento de 200% na cidade para o meio do ano que vem." Segundo Blanca, uma pesquisa recente do site indicou que um turista viajando com a família ou amigos pode economizar até 46% no Rio ao optar por alugar dois quartos ou um imóvel em vez de se hospedar em um hotel.


Oportunidade perdida?


No entanto, a Copa poderia ter ajudado muito mais a impulsionar essa modalidade de hospedagem no país, segundo Ricardo Uvinha, professor da USP.


"Na Copa da África do Sul, também havia um déficit de leitos. O governo percebeu a força desse tipo de acomodação, abriu uma linha de financiamento com um valor equivalente a R$ 48 milhões e surtiu efeito", diz.

Segundo ele, o governo brasileiro está perdendo essa oportunidade ao investir apenas na hotelaria tradicional - O BNDES liberou R$ 1 bilhão para esse setor. "Se investíssemos mais em aluguel de temporada e afins, poderíamos minimizar riscos de falta de leitos. No Rio, para a Copa, temos um colapso anunciado."

"A Copa das Confederações (em junho) foi um bom termômetro. Tivemos 42%, um número expressivo, dos turistas se hospedando em locais alternativos, em vez de hotéis tradicionais."


Segundo o Ministério do Turismo, o governo tem feito estudos que revelaram a importância desse setor e incentiva as hospedagens não tradicionais, mas por enquanto não há incentivos financeiros para a área.


"O Ministério do Turismo entende que a oferta de hospedagem alternativa é fundamental para um mercado mais competitivo e que elas são uma boa opção para hospedar os turistas estrangeiros."
Futuro


A questão agora é saber se os sites como o Airbnb vão continuar em alta no Brasil após a Copa do Mundo.


Gessner, diretor do site no Brasil, acredita que é uma tendência que veio para ficar no país, ainda mais com a expectativa do crescimento do turismo para os próximos anos. "O brasileiro já pegou gosto por hospedar as pessoas."


O professor da USP, Ricardo Uvinha, concorda, citando o fato de ser crescente no país a chamada economia do compartilhamento - que incluiu esses sites de hospedagens e outros como os de compra coletivas.


Já Francisco Nascimento, da Unesp, é mais cético. "Depois da Copa, vai cair muito, pois o preço dos hotéis de luxo vai cair, puxando para baixo o preço dos hotéis mais básicos e dos estilo bed and breakfast, fazendo com que o aluguel de temporada na casa das pessoas não valha a pena."






Fonte: BBC Brasil

Saint Seiya: Legend of Sanctuary




Saint Seiya: Legend of Sanctuary, longa animado em computação gráfica de Os Cavaleiros do Zodíaco - que antes circulava com o nome de Saint Seiya - Knights of the Zodiac, revelou o visual completo de seus principais e mais clássicos personagens. Clique nas imagens abaixo para ver como serão os novos Seiya, Shiryu, Hyoga, Shun, Ikki e Saori: 








O filme, que readaptará o famoso arco do Santuário, tem um site oficial (Saint Seiya 4Ever) e deve chegar aos cinemas japoneses entre junho e julho de 2014. Satoshi Suzuki roteiriza e Keiichi Sato dirige Saint Seiya: Legend of Sanctuary. Masami Kurumada, criador da série, é o supervisor criativo da produção. 

Anfavea informa: Haverá reajuste do IPI em janeiro.





O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Moan, afirmou à imprensa nacional, no último dia nove, que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, reafirmou que haverá um reajuste da alíquota do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) de veículos a partir de 1º de janeiro de 2014. Moan, que se reuniu com Mantega no escritório do Ministério da Fazenda, em São Paulo, disse ainda que o ministro também confirmou que a recomposição será parcial, mas não deu um prazo para o anúncio.

"Trouxemos a preocupação com a alíquota do IPI e ele reafirmou que terá reajuste parcial a partir de 1º de janeiro", disse Moan. A alíquota do IPI de veículos foi reduzida em 24 de maio de 2012, diante do cenário de queda nas vendas de veículos, e deveria ser recomposta para os porcentuais originais.

No entanto, o governo adiou os aumentos escalonados e fez apenas uma recomposição parcial nas alíquotas, em 1º de janeiro deste ano, além de manter a alíquota zero do IPI para caminhões. Com isso, desde o início do ano, o IPI para os veículos com motorização até 1.000 cilindradas está em 2%. A alíquota original, de 7%, estava zerada desde maio de 2012.

Para os veículos flex entre 1.000 e 2.000 cilindradas, a alíquota, de 11%, subiu de 5,5%, até o final do ano passado para 7% em janeiro. Para os carros a gasolina na mesma faixa de cilindrada, a alíquota original de 13% do IPI está em 8% desde o começo do ano. Já a alíquota do IPI dos veículos utilitários, reduzida de 8% para 1%, aumentou para 2% em janeiro.

PSI

Moan disse ainda que Mantega prometeu fazer uma "análise extremamente rápida" para as novas regras do Programa de Sustentação do Investimento (PSI) para o financiamento de caminhões, ônibus e máquinas agrícolas. O governo anunciou que o PSI/Finame será prorrogado em 2014, mas como os juros serão maiores que os atuais 3,5% ao ano e os recursos serão menores, os bancos travaram os financiamentos.

Pan-Americano de Mountain Bike será em Barbacena




Barbacena recebe pela primeira vez o Campeonato Pan-americano de Mountain Bike. A competição, que acontece de 26 a 30 de março de 2014, reunirá os melhores pilotos de mountain bike das Américas. Cerca de 30 delegações, de diferentes países, estarão na cidade para participar do evento.

A expectativa de público, entre competidores e treinadores, é de 600 pessoas. A assinatura do Termo de Cooperação Técnica para a realização do Campeonato aconteceu no último dia três, no Hotel Master Plaza. Assinaram o documento, a Prefeitura de Barbacena e a Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC).

Segundo o Presidente da CBC, José Luiz Vasconcellos, a disputa para sediar o evento aconteceu entre diversos estados brasileiros. "Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo pleitearam sediar o Pan, mas as articulações com a Federação Mineira foram decisivas. No caso da escolha de Barbacena, estávamos à procura de uma cidade do interior que tivesse estrutura para abrigar um evento desse porte e, após contato com a Secretária de Comunicação do município, Fernanda Brasileiro, e com o Prefeito Toninho Andrada, optamos pela cidade das rosas", informou o Presidente.

Esta será a segunda vez que o Brasil sediará o evento. Em 2013, a Argentina sediou o Campeonato de Mountain Bike e em 2015 será o Canadá. Segundo José Luiz, a partir de 2014 o esporte dá início à somatória de pontos para as Olimpíadas, por isso a importância do evento.

Fernanda Brasileiro, Secretária de Comunicação e Informação Social, soube da realização do Campeonato Nacional em Juiz de Fora e se articulou para trazer o Pan à Barbacena. "Após a realização do campeonato brasileiro, comecei a arquitetar, juntamente com uns amigos, a possibilidade da cidade sediar este evento, que vai fomentar o turismo, movimentar os amantes do pedal da cidade e região e dar visibilidade para o município. Isso é bom para Barbacena, para Minas e para o país, já que estamos próximos da Copa do Mundo e das Olimpíadas", explicou Fernanda.

Até o momento, estão confirmadas duas modalidades de esporte: o Downhill e o Cross Country. O Campeonato Pan-americano de Mountain Bike terá como palco principal as instalações do Parque de Exposição.

O Prefeito Toninho Andrada aposta na visibilidade do evento. "Este é o primeiro campeonato internacional realizado na cidade. Um evento que coloca Barbacena na rota esportiva nacional. Sabemos da responsabilidade que teremos para corresponder às expectativas dos organizadores, mas acredito no sucesso do Pan. Teremos aqui cerca de 30 delegações de diversos pontos da América. Isso revela que Barbacena tem estrutura para suportar grandes eventos", afirmou o Prefeito, que falou sobre a movimentação da cidade: "hotéis, bares, restaurantes, o comércio como um todo sentirá o impacto da competição. Barbacena vai receber a visita de ciclistas de todo o país. Teremos a presença de milhares de pessoas na cidade".

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Exposição de fotos e postais raros redescobre Rio 'idílico' de 1900 a 1930




Uma exposição denominada Sebastianópolis reúne 55 fotografias do Rio de Janeiro feitas entre 1900 e 1930.
As imagens da mostra foram fornecidas por estúdios e fotógrafos que trabalharam no Rio no começo do século 20, inclusive vendendo os primeiros postais da cidade para os turistas da época.
"A importâncida das imagens (está no fato) de que elas realmente documentam o processo de urbanização e modernização do Rio", disse à BBC Mundo o fotógrafo Pablo di Giulio, diretor da galeria Fass, de São Paulo, que realiza a exposição.
"As imagens criam um contraponto com o Rio de hoje; muitos prédios já não existem mais. A maioria ainda existe, mas está, de alguma forma, escondida pelas construções novas", explicou Di Giulio.

O diretor da galeria afirmou que a "exposição e as fotos trazem um pouco da visão romântica, de um Rio idílico, que estava condenado a não sobreviver".
A exposição, que teve como curador Diógenes Moura e precisou de anos para ser montada devido ao fato de as imagens estarem com colecionadores diferentes, fica em cartaz até 14 de dezembro.

Você pode conferir mais fotos no link:



Fonte:http://www.bbc.co.uk/portuguese/videos_e_fotos/2013/12/131212_galeria_fotos_rio_antigo_fn.shtml